ACE SCHMERSAL

SENSOR TÁTIL DE SEGURANÇA SCHMERSAL

Acionados por contacto físico, os dispositivos de controle de segurança táteis param os movimentos perigosos. A diversidade de aplicações requer dispositivos construtivamente diferentes.

Perfis de segurança Os perfis de segurança da série SE são adequados para proteger zonas de corte e de prensagem, que podem estar presentes em portas de proteção, mesas e plataformas elevadoras, prateleiras móveis, mesas de processamento de trabalho, monta-cargas, portas de elevadores, rampas de carga, aparelhos de elevação e oscilantes ou portas industriais. Estes perfis de segurança param os movimentos perigosos de forma imediata, evitando possíveis lesões às pessoas ou danos às máquinas. 

Coberturas de segurança As coberturas de segurança da série SL 300 foram concebidas para a proteção do homem e da máquina em máquinas com amplas áreas de entrada ou de alimentação de material. 

Tapetes de segurança Os tapetes de segurança da série SMS são utilizados para proteger superfícies em zonas perigosas de máquinas e instalações industriais com movimentos perigosos. Em função da forma da área que deve ser protegida, podem dispor-se múltiplos tapetes em linha ligados electricamente. Quando o tapete de segurança for accionado, avalia-se um sinal e inicia-se o processo de paragem da máquina. Devidamente ligados a um módulo de controle de segurança, os três sistemas descritos anteriormente atingem, respectivamente, as categorias de controle 3, 1 e 4 de acordo com a norma EN ISO 13849-1.

Estrutura e modo de operação:
Os perfis de segurança da série SE baseiam-se em 3 elementos: Um perfil de alumínio, um perfil de borracha e um par de sensores ligáveis.

A deformação do perfil de borracha do perfil de segurança é o que vai ser avaliado. O elemento básico é uma unidade emissor/receptor a prova de erros em ambos os extremos do perfil de borracha. A deformação do perfil de borracha reduz ou interrompe o sinal infravermelho entre o emissor e o receptor. O módulo de controle de segurança ligado avalia a redução do sinal infravermelho e pára o movimento perigoso. Este sistema de avaliação, em combinação com um módulo de controle de segurança ligado, cumpre as exigências de segurança da categoria de controle 4, de acordo com a norma EN ISO 13849-1. Da mesma maneira, também estão disponíveis soluções para aplicações da categoria 1.

A norma EN ISO 13856-2 abrange os requisitos dos perfis de segurança e descreve o seu design e homologação. As condições relevantes de segurança, tais como gama de temperaturas de operação, tempos de resposta, esforços, percursos de accionamento e sobrecursos, encontram-se também definidas nesta norma.

A norma EN ISO 13849-1 descreve as pautas para o design de componentes de segurança para o controle da máquina. Deve determinar-se o risco quando se está a utilizar uma máquina ou unidade local.

Quanto maior é o risco, mais severos serão os requisitos de segurança para o controle. O sistema de perfil de segurança da série SE com um módulo de controle de segurança ligado da série SE-400 C cumpre os requisitos de segurança da categoria de controle 4. Embora hajam 2 erros no sistema, o perfil de segurança garante uma paragem segura e eficiente da máquina ou unidade.

Para aplicações da categoria de controle 1 de acordo com a norma EN ISO 13849-1, o perfil de segurança da série SE pode ser ligado a um módulo de controle de segurança da série SE-100 C.

Quando se usar um perfil de segurança, deve assegurar-se de que a velocidade do movimento perigoso é inferior à velocidade máxima de início do perfil de segurança. A distância de paragem dos componentes perigosos e os dados específicos do perfil devem ser adaptados entre eles. Por um lado, a distância de paragem deve ser suficiente para parar a máquina no pior caso possível e, por outro lado, o esforço exercido sobre as partes ameaçadas do corpo não deve ultrapassar o limite máximo. Durante o planeamento, deve prestar-se atenção à execução dos lados contrários.

Se o sobrecurso do perfil de segurança escolhido for insuficiente, tanto se deve reduzir a distância de paragem da máquina como se deve considerar a possibilidade de utilizar outro modelo. O sobrecurso mínimo requerido deve ser calculado com um factor de segurança de, no mínimo, 1,2. O coeficiente de segurança deve ser aumentado se o sobrecurso for influenciado por outros elementos da máquina (consultar também a norma EN1760-2, Anexo C).

As coberturas de segurança SL 300 consistem num perfil de cobertura e de suporte e num interruptor de posição do tipo 1. A Atuação do perfil de cobertura provoca uma abertura forçada do interruptor de posição, desligando-se assim o correspondente accionamento da máquina.

Os tapetes de segurança SMS 3 incluem 2 placas de aço separadas que conduzem a corrente. As placas ficam separadas mediante fitas isolantes. A construção das mesmas é moldada em plastisol, um plástico mecanicamente robusto que é altamente resistente aos agentes químicos.

Com a Atuação sobre o tapete de segurança, as placas de aço internas são levemente dobradas, provocando um curto-circuito. Este sinal é avaliado por um módulo de controle de segurança ligado, o qual imediatamente começa o processo de desligação da máquina.

Rua Paulo Marques, 153D, Centro | Chapecó | SC | Fone: 49 3330-9100 | Email: O endereço de e-mail address está sendo protegido de spambots. Você precisa ativar o JavaScript enabled para vê-lo.